quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

MEDITAÇÕES DIÁRIAS PARA MULHERES QUE AMAM DEMAIS - FEVEREIRO 2017

MEDITAÇÕES DIÁRIAS PARA MULHERES QUE AMAM DEMAIS


1 de Fevereiro
          A melhor preparação para o futuro é alcançar maior entendimento e aceitação de si mesma e de todos aqueles que já estiveram na sua vida.

2 de Fevereiro
          Cometemos um grande erro ao pedir a uma Força Superior um homem, bem material ou resultado específicos, já que nunca podemos saber, como a Força Superior sabe, o que realmente é o melhor para nós.
          Nossas afirmações deveriam ser convites para expansão e orientação espiritual e vez de pedidos obstinados por esta ou aquela coisa, acontecimento ou pessoa específicos.

3 de Fevereiro
          Quando se confronta com alguém de quem espera um certo tipo de resposta, você não está confrontando -está suplicando, talvez com raiva.
          Quanto mais você precisa de uma reação especifica de um indivíduo, mais o seu bem-estar depende dele -e mais provável que se encontre a resistência dele.

4 de Fevereiro
          Reze para ter disposição, força e coragem para olhar honestamente para o passado -e sua participação nele.
          A psique é sensível a tais esforços de ‘limpeza’ e colabora trazendo de volta a dor enterrada no passado de maneira que ela possa ser conscientemente eximida.
          Uma vez que nossa disposição para perdoar o passado seja autêntica, a compreensão de tudo se renova e a dor do passado vai embora.

5 de Fevereiro
          A recuperação de um amor excessivo é uma tarefa espiritual muito exigente que requer a renúncia à raiva e a hipocrisia antigas que são, como freqüência, afetuosamente preservadas.

6 de Fevereiro
          A medida que nossa alma tenta aprender a lição de modo a chegar mais perto da perfeição, escolhe as condições vitais que lhe darão a oportunidade de assim o fazer. É por isso que você não encontrará escrito em nenhuma parte dos ensinamentos espirituais que pode culpar outra pessoa pela sua condição atual.
7 de Fevereiro
          Quando você para de cuidar dele e passa a cuidar de si, o homem da sua vida pode ficar muito zangado e acusá-la de não se importar mais com ele. Essa raiva é gerada pelo pânico de tornar-se responsável pela própria vida. Enquanto ele discutir, fizer promessas ou tentar reconquistá-la, a luta dele é exterior, contra você, e não interior, contra si próprio. Devolva a vida dele e recupere a sua.

8 de Fevereiro
          Algumas vezes os dependentes de relacionamento preferem fantasiar as ligações afetivas a envolver-se com pessoas reais.
          Concentrar-se em pessoas não-disponíveis é uma excelente maneira de evitar os testes da intimidade.

9 de Fevereiro
          A raiva e ódio contra uma pessoa nos ligam a ela com laços resistentes.
          A menos que sejamos capazes de perdoar, retornaremos a esse relacionamento inadequado ou nos envolveremos em outros similares e representaremos nosso drama ininterruptamente.
          Mas, ao perdoarmos e pedirmos perdão (ou nos corrigirmos), nós libertamos e somos libertadas.

10 de Fevereiro
          Se a tarefa da sua alma for perdoar, você deve experimentar o imperdoável. Senão onde está a lição?

          Abençoe e perdoe, pelo menos no seu coração, peça perdão a todos os homens (e mulheres) com quem já lutou e brigou no passado.

          Quando perdoamos, oferecemos o bem em troca do mal e concluímos a lição.

11 de Fevereiro
          Quando uma mulher que ama demais desiste da cruzada para mudar o homem em sua vida, ele pode então ponderar sobre as conseqüências do próprio comportamento. Já que ela não está mais frustrada e infeliz, mas, ao contrário, está ficando cada vez mais animada com a vida, o contraste com a convivência atormentada dele é intensificado. Não importa o que ele então decida fazer, ao aceitar o homem em sua vida exatamente como ele é, uma mulher torna-se livre, de um modo ou de outro, para viver a própria vida -feliz, a partir desse momento.

12 de Fevereiro
          Perdoar não significa permitir que nos machuquem novamente; significa, entre outras coisas, desprender-se nos a ponto de não encararmos as ações de outros contra nós de maneira pessoal.
          Longe de nos tornar pessoas fracas que podem ser pisadas pelos outros, o perdão nos liberta de modo a nunca mais termos de nos deixar maltratar.

13 de Fevereiro
          Todas as doenças decorrentes da dependência, inclusive o amor excessivo, implicam tanto a violação do sistema de valores de uma pessoa quanto a incapacidade de parar ou mudar usando o próprio esforço. Deve-se renunciar à obstinação e invocar a ajuda de uma força superior.

14 de Fevereiro
          Nas piores situações, nós, mulheres que amamos demais, somos dependentes de relacionamento, 'viciadas em homem' e mergulhadas em dor, medo e anseios. E como se isso já não fosse o suficientemente ruim, os homens podem não ser a única coisas às quais estamos presas.
          Nem todas as mulheres que amam demais comem demais, bebem demais ou usam drogas, mas para aquelas que são assim, a recuperação da dependência de relacionamento deve seguir lado a lado com a recuperação de qualquer outra substância que utilizem abusivamente.
          Um círculo vicioso é criado quando a dependência física de um substância é exacerbada pelo estresse de um relacionamento doentio, e a dependência emocional de um relacionamento é intensificado pelos sentimentos caóticos causados pela dependência física.
          Usamos o fato de estarmos sem um homem ou com o homem errado para explicar e desculpar nossa dependência física. Inversamente, o uso contínuo de substâncias que viciam nos permite tolerar nosso relacionamento doentio entorpecendo a dor privando-nos da motivação necessária para mudarmos.
          Responsabilizamos uma coisa pela outra. Usamos uma para lidar com a outra. E nos tornamos cada vez mais presas a ambas.

15 de Fevereiro
          Sua alma determinou esta vida para você de modo que possa aprender  as lições de dela. Agradeça a todos que têm sido seus professores.




16 de Fevereiro
          Muitas mulheres cometem o erro de procurar um homem com quem desenvolver um relacionamento sem antes amarem a si mesma; correm de homem para homem, buscando o que está faltando interiormente. A busca deve começar em casa, dentro si. Ninguém jamais nos amará o bastante para satisfazer-nos se não nos amarmos a nós mesmas, porque, quando nos sentimos vazias e saída em busca do amor, encontramos apenas mais vazio.

17 de Fevereiro
          Se nossa dependência for um caminho para Deus, então devemos ficar gratas por isso.

18 de Fevereiro
          Grupos de ajuda podem fornecer a principal fonte de recuperação, e um aconselhamento pode ser um complemento, mas não o contrário.

19 de Fevereiro
          Um método prático é: quanto mais difícil é terminar um relacionamento ruim, mas elementos dos seus conflitos pessoais da infância estão envolvidos. Quando você está amando demais, provavelmente está tentando superar velhos medos, raivas e frustrações e dores da infância -e parar de agir assim parece equivalente a renunciar uma preciosa oportunidade tanto de conseguir o que sempre faltou em sua vida como de retificar várias formas em que foi injustiçada.
          Entretanto, a menos que modifique os padrões de relacionamento, estará garantindo que sua vida adulta seja tão cheia de dor quanto sua infância –e a fase adulta dura muito mais tempo.

20 de Fevereiro
          A possibilidade de contrair AIDS em encontros sexuais que fazem parte da busca desesperada pelo 'homem certo' finalmente coloca às claras a natureza letal de nossa dependência de relacionamento.

21 de Fevereiro
          A necessidade de controlar ocorre freqüentemente em mulheres que se unem a homens muitos mais jovens, assim como homens que se unem a mulheres também muito mais jovens.




22 de Fevereiro
          Existem pouquíssimos casais que têm um relacionamento saudável, maduro, honesto, não-manipulador e não-aproveitador, provavelmente por duas razões: primeira, com toda franqueza, tais relacionamento na vida real são razoavelmente raros. Segunda, visto que a qualidade de interação emocional num relacionamento saudável é freqüentemente muito mais sutil do que os conflitos ruidosos de um relacionamento doentio, seu potencial dramático é geralmente ignorado na literatura, nos dramas e nas músicas. Se o estilo doentio nos atormenta, talvez seja em parte porque isso é praticamente tudo o que vemos e conhecemos.

23 de Fevereiro
          Nenhum relacionamento pode salva-la da dor de sua história. Até conseguir superar a dor, você simplesmente repetirá a história.

24 de Fevereiro
          É ao mesmo tempo ingênuo e presunçoso dizer a um homem o que ele deve fazer para ficar com você. Ele é quem é. Você está pronta para aceitar isso?

25 de Fevereiro
          O ato sexual quando é altamente satisfatório fisicamente, tem o poder de criar uma ligação profunda entre duas pessoas. Especialmente para mulheres que amam demais, a intensidade do conflito com um homem pode contribuir para intensidade de sua experiência sexual e ligação com ele. E o inverso também é verdadeiro. Quando envolvidas com um homem que não representa um grande desafio, a dimensão sexual pode carecer de fogo e paixão. Por não sentirmos uma excitação constante em relação a ele e porque o sexo não é usado para provar nada, talvez achemos que um relacionamento calmo seja mais fácil e relaxado. Comparado aos estilos tempestuosos de relacionamento que já conhecemos, este tipo de experiência mais calma parece apenas nos comprovar que a tensão, a luta, o pesar e o drama são realmente o mesmo que o 'verdadeiro' amor.

26 de Fevereiro
          De acordo com um princípio espiritual, continuaremos a encontrar as pessoas que personificarão a oportunidade de aprendermos nossa lição mais urgente. Quando aprendemos a superar o problema em nós mesmas, nossos 'professores' desaparecerão.

27 de Fevereiro
          Quando interrompemos nossa participação na batalha, ela acaba.


28 de Fevereiro
          Tédio é a sensação que nós, mulheres que amamos demais, freqüentemente experimentamos quando nos encontramos com homens 'legais': não se ouvem sinos, os foguetes não explodem, as estrelas não caem do céu. Na ausência da excitação, ficamos ansiosas, irascíveis, desajeitadas e geralmente desconfortáveis, tudo isso é rotulado de tédio. Nossa habilidade de nos relacionar é aguçada para o desafio, não simplesmente para nos divertirmos na companhia de um homem. Há mais desconforto na presença de indivíduos estáveis, seguros, cordiais e dignos de confiança do que jamais haverá com homens que são insensíveis, emocionalmente distantes, não-disponíveis ou desinteressados.

29 de Fevereiro
          Lembre-se de que a maioria dos dependentes, quaisquer que sejam suas dependências, nunca se recupera. A maior parte morre eventualmente por causa de sua dependência.
          Cuide da sua dependência de relacionamento tão seriamente quanto você cuidaria de um câncer. Esteja disposta a percorrer qualquer distância para se recuperar.

+ 24hrs de SERENIDADE

Nenhum comentário:

Postar um comentário